Na pele…

Minha vida anda tão corrida que não tive tempo de vir aqui contar da minha mais nova aquisição. Primeiro foi excesso de trabalho mesmo – as coisas estão indo de vento em popa, graças a Deus… Depois foi o Thi que caiu doente, como disse no meu outro post, e acabou me assustando e me deixando de babá dele.

Mas hoje, apesar de todo o trabalho que tive, consegui arrumar uma pausa pra vir aqui falar da minha nova tatuagem – me disseram uma vez que tatuagem é um vício, que depois que faz a primeira, já era, vai fazendo uma atrás da outra. Comigo nem foi tanto assim. Fiz a primeira e tava bem feliz somente com ela, minhas estrelinhas na nuca, que foram desenhadas por mim mesma…

Aí, passados alguns meses, comecei a namorar com Thi e decidimos selar nosso amor tatuando um o nome do outro no pulso esquerdo. Todo mundo achou que a gente era doido na época, mas já se passaram 5 anos e meio e nós estamos aqui.

Faz tempo que eu quero fazer a terceira. Já se foram cinco anos e meio desde que eu fiz a segunda tattoo, como disse no parágrafo de cima. Aí, em 2009 tive a ideia do que seria, no tornozelo, bem nhui (nem vou contar aqui, porque quero que ela seja bem única). Já estava me preparando psicologicamente, pois imagino que, pelo lugar, vá doer bastante. E assim fui empurrando com a barriga e até agora não fiz a dita-cuja.

Porém, no mês passado um dia acordei com um estalo de um novo motivo pra tatuar e já tava decidida, contei pro Thi e ele amou a ideia e comecei a correr atrás de concretizá-la. Nem todo mundo sabe o quanto eu gosto de Harry Potter e todo o universo criado por J.K. Rowling, já li inúmeras vezes e conheço muito bem cada detalhe da trama dos sete livros. Além disso, gosto sempre de ler os porquês da J.K. ter criado determinado personagem, como chegou a o nome de um feitiço e a sua utilidade. E me lembro bem de ela explicando que teve depressão quando era mais nova e sempre ficou marcada por todas as sensações que a permearam na época em que estava doente e assim decidiu criar os dementadores, como a personificação da depressão – até por isso o chocolate foi escolhido como uma das maneiras de recuperar a vítima do dementador.

Não sei se todos que lêem esse blog sabem, mas tenho um histórico familiar muito grave de depressão e sempre fui uma vítima em potencial. Em 1998 acabei ficando bem mal, mas superei a doença rapidamente. Mas ano passado, 11 anos depois, a depressão voltou de maneira muito mais forte e me pegou de jeito. Emagreci demais, fiquei prostrada e se não fosse graças ao Procimax, Assertalina, o Thi, a Pepper, meus pais e alguns amigos queridos, talvez eu não tivesse conseguido superar. Hoje em dia ainda faço acompanhamento médico, além de continuar tomando remédios diariamente (mesmo que com uma dose bem pequena), mas como a Dra. Marta disse, isso é coisa séria, que deve ser cuidada de perto o resto da vida, assim como uma pessoa que tem pressão alta. E acredito que essa será minha rotina.

Porém, mesmo tomando minha dosezinha diária, acredito que consegui superar a depressão e estou me sentindo muitíssimo bem, como não me sentia há tempos e determinada a continuar assim e nunca mais deixar que ela se apodere de mim. Por isso decidi fazer essa tatuagem, pra celebrar esse bom momento, pra me lembrar sempre dessa minha luta vencida e pra sempre que eu olhar pra ela saber que eu venci não só essa batalha e sim a guerra. Expecto Patronum pra sempre e nunca mais nenhum dementador vai se aproximar de mim! :)

Aí, aproveitei que fui pro Rio pra formatura da Laila e ela e a Vanessinha me levaram no pessoal do Banzai, que por sinal são os mesmos que o pessoal da People + Arts escolheu pra fazer o Rio Ink. A minha foi feita com todo o capricho pelo Denys e eu fiquei totalmente apaixonada por ela… Voltei do Rio com meu braço marcado e profundamente satisfeita, as meninas mandaram muitíssimo bem na indicação e eu tô feliz da vida com a minha terceira tattoo!!! ^__^

E por isso ela vem grande no post para vocês poderem vê-la bem de perto – a camiseta de Harry Potter foi só uma coincidência mesmo, só me liguei depois que vi a foto batida – hahaha.

Sobre Tayra

"Eu não aceito o que se faz Negar a luz, fingindo que é paz A vida é hoje, o sol é sempre Se já conheço eu quero é mais"
Esta entrada foi publicada em About me com as etiquetas , . ligação permanente.

14 respostas a Na pele…

  1. Tati diz:

    Achei muito linda, ainda mais por ter esse significado todo. haha
    As vezes, no dia a dia falo expecto patronum de brincadeira. =)

  2. Andréia Wippich diz:

    Nossa pra mim este post ficou incrível, sem puxa-saquismo…
    E sabe pq?
    Pq o mesmo problema de Depressão que vc teve eu tbm, tenho, as vez as crises são enormes, a sensação de falta, de perda e tantas outras coisas, e o problema e que eu tive que enfrentar sozinha na 1º vez, na 2ª com uma amiga e nas crises atuais eu tenho o meu gordinho e mais alguns amigos.
    E mtas vezes foi tratada com “frescura” sabe…
    Enfim, embora eu não conheça vc e o Thi, acho vcs pessoas sensacionais…
    E desejo tudo de mto bom pra vcs.
    E com certeza os “dementadores” ficaram longe de vc…

  3. PERFEITA TATTOO ! HP na pele e na vêia <3

  4. Parabéns pelo excelente trabalho!! :)

    Contudo,
    «Nada é permanente neste mundo cruel. Nem mesmo os nossos problemas.»

    Visite-me em http://www.caisdopensamento.com e desculbra que a vida é feita de sentimentos e emoções mutuas.

  5. Linda mesmo! Fiquei comovido ao saber do significado. Eu também tenho histórico de depressão e sei como é. Felicidades sempre, moça! E nunca deixe o céu escurecer, o ar congelar e os dementadores chegarem. EXPECTO PATRONUM!

  6. Pingback: Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2 | JUDÃO

  7. Pingback: Das promessas cumpridas | Teia de Renda

  8. Pingback: Expecto Patronum para sempre | Teia de Renda

  9. Camila diz:

    Linda história, linda tattoo.

    Tô indo me tatuar em breve e, como também vou tatuar palavras, queria saber que fonte foi essa. Muito legal mesmo!

    ;)

  10. Camila diz:

    Muito obrigada, Tayra!

    Espero que você continue se superando sempre.

    ;)

  11. Nossa, adorei a história da sua Tatoo do Expecto Patronum. Eu tenho a cicatriz do Harry e pretendo fazer a marca das relíquias da morte ainda…é legal ver o significado das tattos pra cada pessoa.

  12. Pingback: Deixando de molho, esfregando e lavando a alma | Teia de Renda

  13. Pingback: Marcas na pele | Teia de Renda

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s