Ostrinha

Desde o ano passado quando fiquei doente, tomei por hábito me comportar como ostra. Não ando mais falando de minhas felicidades e de meus problemas com os outros. Não quero, não sinto mais essa necessidade. Nem com minha família, nem com os meus melhores amigos. No máximo conto pro Thi, pra Bia (cunhada) e pra minha mãe e olhe lá.

Eu, que sempre fui tagarela e livro-aberto, não quero mais saber de falar de mim, de expor minha vida. Há pouco mais de um ano passei a abominar o telefone como um dos meus maiores inimigos e passei a ficar rancorosa toda vez que o bicho toca. Inconscientemente me esqueço de botar o celular e o telefone sem-fio pra carregar e por consequência disso, fico às vezes dias e dias incomunicável por meios que as pessoas possam ouvir a minha voz. Em contra-partida, ando ficando mais e mais virtual, fico com e-mail aberto o dia todo e respondo-os na mesma hora que eles chegam – ainda assim, nem por esse canal mais frio tenho me alongado muito.

Tenho preguiça de falar de mim, de contar meus problemas e de ver cara de gente achando que eu tenho que ficar feliz, porque meus problemas são mínimos. Ainda mais com tanta gente passando fome, sofrendo com doenças incuráveis e blá blá blá. Mas, cazzo, esse é o MEU problema, é pelo que eu tô passando agora e por conta dele, bobo ou não, que eu preciso de ajuda ou apoio.

Sabe, fico pra morrer quando neguinho debocha de criança, que tá preocupada porque esqueceu de fazer a lição de casa ou que não acha a roupinha da boneca. Caramba, pra ela, pra vida dela e pra sua dimensão aquele problema é imenso. Ver de fora os problemas alheios e achar que é bobagem é muito fácil, né! Por isso, criei esse hábito, não compartilho mais. E isso é ruim! Ao menos eu acho, porque posso estar deixando de ganhar carinhos em momentos tensos e de ganhar pulinhos de alegria nos felizes. But…

Aí que parei pra pensar que há pouquíssimas pessoas que podem falar: ‘sabia que você faria isso, te conheço!’. Hoje acredito que amigas de longa data como a Carol, a Fernanda, a Natalinha etc. não podem mais dizer que me conhecem. Sério, eu mudei, mudei muito, muito mesmo, que nem eu digo mais que me conheço. Acho que minha mãe, pisciana e maternal que é, me conhece, apesar de todas essas mudanças, e mesmo eu não morando mais na mesma casa que ela, consegue me sacar.

Eu mesma tenho me surpreendido muito com algumas atitudes minhas, eu não me conheço, por isso acho difícil que alguém possa acreditar que sabe mais de mim do que eu mesma. Eu era uma pessoa estourada, impaciente e cabeça-dura que ficava teimando, batendo pé, querendo impor minha vontade e opinião. E, ORLY, não sou mais absolutamente nada disso. Não bato mais boca pelo que quero, ando bem passiva e deixando as coisas acontecerem. Mas ainda assim, fico puta, muito puta, quando as pessoas não correspondem a esse meu “ostrismo”, querem forçar a barra pra falar comigo. Respeitem-me, por favor! É só isso que eu peço. Não invadam o meu espaço. Ando não querendo muito papo, mesmo você vindo atrás, eu não vou alimentar isso.

Manda um e-mail, eu SEMPRE vou responder, vou ir até o ponto que aguento e que interesso me expor. Não adianta querer ir além, pois não vou corresponder. Essa sou eu, a nova eu, mais ainda assim, eu. O meu momento faz com que eu seja assim, pode ser que eu mude novamente no futuro, pode ser que não. Só o tempo dirá. Mas, por enquanto, não há ninguém que vá me fazer mudar.

Sobre Tayra

"Eu não aceito o que se faz Negar a luz, fingindo que é paz A vida é hoje, o sol é sempre Se já conheço eu quero é mais"
Esta entrada foi publicada em About me, Desabafinho com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s