Um exemplo de mãe

Ontem eu recebi a Lelê e o Luquinhas aqui em casa. O Lu tem 10 anos, e é muito amado e querido por mim e pelo Thi. Uma criança linda, inteligente, ativa, arteira – porém, extremamente educado. A Lê, tem mais ou menos a nossa idade, está entre eu e o Thi, tem 29 anos e foi mãe no susto aos 19 anos recém feitos. Obviamente nada foi planejado, ela começou a fazer faculdade logo depois do Lu nascer (por sinal, ela prestou vestibular um dia antes do nascimento dele) e parte dessa história linda você pode acompanhar no blog dela.

É claro que sendo uma mãe tão novinha a Lelê teve que ir aprendendo as coisas na marra, na tentativa e erro, mas o fato é que a Lelê é uma excelente mãe. Ela não segue nenhuma cartilha pedagógica, psicológica, educacional e não tá aí pra nenhum desses blablablás da mãe moderna, ela é uma mãe intuitiva, aprendeu muito com a mãe dela, a dona Rose (que é ótima!) e foi aprendendo com a vida em si. E o resultado é incrível: porque mesmo sendo uma mãe adolescente ela foi fantástica! Ela é uma mãe amiga, e ainda assim, apesar do Lucas ser daquelas crianças extremamente inteligentes (daquelas que dá até raiva – hehehe!), ele é das crianças que tem mais limites que eu conheço – ele está lado a lado da Lana e da Raíssa, minhas primas, e a minha tia foi mãe aos 35 anos. Isso é pra provar que não há idade certa pra ser boa mãe.

Agora o Lu é um pré-adolescente e a Lê nem chegou nos 30, e ela vai se adequando às diversas fases da vida dele. E eu espero, mesmo, que quando eu conseguir cumprir o item 02 da minha lista, eu consiga ser uma mãe tão fantástica quanto é a Lelê e ter um filho tão genial e ativo quanto o Luquinhas.

366/17

Sobre Tayra

"Eu não aceito o que se faz Negar a luz, fingindo que é paz A vida é hoje, o sol é sempre Se já conheço eu quero é mais"
Esta entrada foi publicada em Felicidade Partilhada com as etiquetas , , . ligação permanente.

2 respostas a Um exemplo de mãe

  1. Carla Coutinho diz:

    Eu falo a mesma coisa, Tayra: que eu consiga construir com o Davi um relacionamento amigo e respeitável como é o da Lelê com o Lucas. Isso me faria feliz! Eu quero ser como a Lelê quando eu crescer como mãe.

  2. L. diz:

    Tay e Carla, suas lindas. Vamos ver como eu me saio como mãe de um pré-adolescente, mas estou apostando que eu e Luquinhas vamos nos dar muito bem. Porque somos parte de um todo, do qual vocês, amigas, fazem muito parte. <3

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s