Os chiliques blogueiros e seus mimimis em redes sociais

Ontem o que mais pipocou na minha timeline do Facebook foi a indignação de toda a massa blogueira e do povo que trabalha com mídia social diante da “injustiça” sofrida pelo Caio Fochetto – pessoa essa que não conheço, mas que pelo que vi tem uma série de amigos em comum comigo.

O texto era o seguinte, acompanhado de uma foto da Alanis:

Saiu o resultado da Alanis. Que triste isso!

Estou indo ao credicard hall buscar um par de ingressos que ganhei para os meus amigos. Afinal, ingresso eu já tenho.

Me dediquei por dois dias e duas noites, contei com a ajuda de amigos, familiares, gente que não conheço e tudo mais… Mas, por um regulamento injusto e controverso a T4F – Time For Fun resolveu dar o prêmio para outra pessoa.

Queria muito poder conhecer a Alanis, conversar com ela. Fiquei em primeiro lugar, mais votada. Eles alegam que não importa quantidade de votos. Então para que votar?

Nesse país tudo funciona assim mesmo, não é? E o pior é que o único prejudica fui e serei eu. Aliás, não! Eu e todo mundo que me ajudou.

CHATIADÍSSIMO E XINGANDO MUITO NO TWITTER

Por favor, compartilhem! É a última vez que peço.

Não sei se por não conhecer o Caio, mas o fato é que eu vi o texto reli algumas vezes, principalmente a parte que eu coloquei em negrito e até agora não entendo o motivo de tanta indignação, comoção nacional, revolta etc. etc. etc. Independente de ser justo ou injusto, regulamentos existem para que as coisas tenham algumas regras, e pelo que pude notar do texto, o Caio interpretou mal a brincadeira e achou que a foto com mais like/votos/curtir seria a vencedora. Inclusive vi vários amigos pedindo votos para a foto dele no final de semana. Mas no fim não era, e ao invés de assumir que ele que deu uma derrapada e não prestou atenção nas regras, e que foi por isso que ele não ganhou, ele resolveu botar a boca no trombone, sem razão na história, querendo manchar a reputação da empresa que promoveu o show e também a do país como um todo, já que ele diz que ‘nesse país tudo funciona assim’. Assim como? Fazendo valer um regulamento?

E olha que eu já fui “vítima” de não prestar atenção no regulamento de concurso de redes sociais e quase rodei… Foi no começo de 2010, quando esse blog ainda nem existia, e era um concurso da Rede Ecoblogs, sobre posts de sustentabilidade. A gente precisava usar um encurtador de links e divulgar o mesmo. Quem tivesse o link mais compartilhado ganharia uma bicicleta Dahon. Como esses encurtadores mostram diversos dados do link, quantidade de acesso e tal e coisa, achei que o mais acessado faturava e tava tranquila, porque o meu link tinha bem mais cliques que os outros. Porém ganhava quem tivesse mais RT e eu só descobri isso faltando uns 4 dias pra promo acabar, e eu tinha super poucos retweets, tive que sair fazendo campanha pra correr atrás do prejuízo, mas acabei faturando a bike. Mas por pouco eu não perdi, por ter interpretado errado. Ia adiantar eu dar um ataque, dizendo que meu link teve mais acesso? Não, porque fui eu que não vi direito.

Mas esse povo que trabalha com ou é amigo de gente que trabalha com redes sociais meio que se acostumou que “pode tudo”. Isso sim que é triste, porque neguinho acha que ‘nesse país tudo funciona assim’ e que aí como de uns tempos pra cá blogeiro e twitteiro ganhou status de celebridade, acha que botando a boca no trombone vai resolver tudo, mesmo quando estão errados. Já vi gente que teve o celular roubado em um show e foi mendigar celular novo pra uma marca de celulares, patrocinadora do tal show. Já vi gente que tinha plano de saúde com cobertura A, querendo que o plano conseguisse a cobertura B, porque, ôpa, a pessoa era blogueira. Isso sem falar nas mendicâncias em geral. Acho tudo isso triste, lamentável.

Isso porque direito de consumidor é uma coisa, isso que o povo tem feito é outra totalmente diferente. Mas enfim, isso é só um desabafo mesmo, porque, obviamente, nada vai mudar.

366/224

Sobre Tayra

"Eu não aceito o que se faz Negar a luz, fingindo que é paz A vida é hoje, o sol é sempre Se já conheço eu quero é mais"
Esta entrada foi publicada em Desabafinho com as etiquetas , , . ligação permanente.

Uma resposta a Os chiliques blogueiros e seus mimimis em redes sociais

  1. Fabiola diz:

    Toma Cheiroso!uhu

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s