Rir é o melhor remédio (seeempre)

amigos3

E se esse ditado for mesmo verdade, posso dizer que estou remediada por pelo menos um semestre… Ontem foi o dia de fazermos o nosso amigo-secreto Dudinko, onde a gente reúne a galera que trabalhou na Dudinka (eu, Andrezinho, , Gabi – ok que só apareceu meia-Gabi por lá – e Spuri), os que acabaram virando amigos de todos nós, mesmo sem ter botado os pés na Dudinka (como a Lelê e o Valtinho), e os de carreira solo que jogaram a pá de cal na agência (caso do Kiwi – hahaha) e agregados (Tati e Luquinhas).

Mas o importante é que sempre que nos vemos é um festival de gargalhadas, bobagens de todos os níveis e de revival. E fazia tempo que eu não ria tanto, mais tempo ainda que eu não via a Gabi e o Spuri, e foi maravilhoso para matarmos a saudade generalizada. Como éramos poucos dá até pra contar quem tirou quem: começou com Valtinho tirando o Kiwi, Kiwi tirando a Lelê, Lelê tirando o Spuri, Spuri tirando a Gabi, Gabi tirando a Jô, Jô me tirando, eu tirando o Andrezinho e ele fechou a brincadeira tirando o Valtinho.

amigos

Tirando eu, Lelê e Gabi (além da Tati, que era motorista da rodada e do Luquinhas, que só se salvou porque a Tati lembrou ao Andrezinho que ele era só uma criança, enquanto ele insistia pro Lu molhar o beiço num Velho Barreiro) o povo todo se acabou na cachaça, e aí o resultado foi tenso e divertidíssimo: teve menina dizendo que ia pegar a nova solteira do pedaço, outro confessando que sonhava diariamente com os peitos de uma das moçoilas presentes, geral zoando meu finíssimo linguajar no Facebook, e até os pobres dos tempos da catacumba de quem jurava que tinha um nome a zelar. Tudo isso regado a muito música do inigualável DJ Paulo Checcolli, foi maravilhoso: muito David Guetta, Munhoz e Mariano, além de alguns axés pro povo da Bahia.

Sem falar no momento confort friendship, já que eu, Jô e Gabi acreditamos piamente que a vida é muito mais gostosa e fácil de ser vivida quando se recebe (e dá) abraços com peitos. E sempre que podemos botamos a nossa filosofia em prática (e o Andrezinho é sempre o maior beneficiado, porque sempre ganha o abraço com peitos triplo). Aí a gente aproveitou e saiu distribuindo abraços com peitos pra quem quisesse – ahahaha.

amigos2

E como disse o Valtinho, eu acho bem válido que houvesse um encontro desses por mês, acho que a gente merece. Reforço o quanto foi bom reencontra-los e o quanto vocês fizeram a minha semana começar com chave de ouro. Porque rir é definitivamente o melhor remédio.

366/345

Sobre Tayra

"Eu não aceito o que se faz Negar a luz, fingindo que é paz A vida é hoje, o sol é sempre Se já conheço eu quero é mais"
Esta entrada foi publicada em Felicidade Partilhada com as etiquetas , , , . ligação permanente.

2 respostas a Rir é o melhor remédio (seeempre)

  1. Joice diz:

    Você tirou o Andrezinho? Ahhhh que marmelada hein? kkkkkk

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s