Receita: Bolo de Reis

fimdearvore

Hoje é Dia de Reis, onde as crianças dos outros países da América Latina estão ganhando seus presentes (eles não ganham no Natal, como nós, e sim no Dia de Reis, porque foram os Reis Magos que trouxeram os presentes para Jesus – e faz todo o sentido do mundo, né!). Já por aqui, é dia de desmontar a árvore, tirar os enfeites de portas, janelas e afins e guarda-lo para recuperar os mesmos no final do ano.

Mas hoje também é dia do tradicional Bolo de Reis. Na minha família a gente sempre faz, e no ano passado, que, sabe-se lá por qual motivo, falhamos e não fizemos, o ano financeiro foi uma desgraça pra todo mundo – hehehe. Por isso, não custa nada reforçar a tradição. Quem sempre faz o bolo é a minha mãe, mas dessa vez, quem fez fui eu.

E você precisa colocar um anel na massa do bolo, e segundo a tradição, quem come o bolo tem fartura o ano todo, e a pessoa que encontra o anel, vai ser o bem-aventurado financeiramente durante o ano que acaba de começar. E olha, em 2007, que foi o Thiago que achou o anel, vou te dizer que foi uma beleza. Nos outros anos foi meu pai ou minha mãe – já tá na minha hora, né, Melchior, Gaspar e Baltazar! Dá uma forcinha aí… ;)

É um bolo que tem um preparo meio metódico, frescurento, mas nada de muito complicado, e vale a pena porque o resultado fica sensacional. O meu está assando, por isso, mais tarde eu atualizo o post com fotos dele prontinho. Mas vamos à receita?! Atualizando (agora com a foto do bolo prontinho). ;)

bolo de reis

>> Ingredientes
::Massa
200 g de manteiga em temperatura ambiente
1 xícara de chá de açúcar mascavo
4 ovos
1 lata de Leite Condensado
2 xícaras de chá de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento em pó
1 xícara de chá de fruta cristalizada
1 xícara de chá de uva-passa preta sem semente (eu não uso uva-passa porque não gosto, no lugar coloco ameixa seca, cortada em 6 pedaços)

::Cobertura/Glacê
2 xícaras e meia de chá de açúcar de confeiteiro
2 colheres de sopa de leite quente
2 colheres de sopa de suco de limão

>> Como Fazer
::Massa
Bata a manteiga na batedeira até virar um creme. Adicione o açúcar mascavo e junte as gemas uma a uma, batendo sempre até que fiquem bem incorporadas à massa. Acrescente o leite condensado em fio (ou seja, vá deixando ele sair da lata nesse formato de fio, não coloque a lata toda de uma vez, ok!), sem parar de bater. Desligue a batedeira e misture a farinha de trigo peneirada junto com o fermento, as frutas cristalizadas e as passas. Por último, acrescente delicadamente as claras batidas em neve. Depois que as claras já estiverem bem incorporadas à massa, você joga o anel passado na farinha de trigo. Asse em uma fôrma grande com furo central, em forno médio (180 graus), pré-aquecido por cerca de 1 hora (eu geralmente ligo o forno na hora que começo a preparar a massa). Desenforme o bolo ainda quente.

::Cobertura/Glacê
Misture todos os ingredientes e despeje sobre o bolo. Decore com cerejas ou damascos secos. Você também pode decorar com fios de ovos, caso goste (tipo a minha sogra – hehehe). ;)

    O sabor do bolo é bem bom, não é muito doce, e ainda tem as frutas (secas e cristalizadas), eu adoro… Agora eu quero ver todo mundo fazendo o bolo, pra ficar bem rico e cheio de fartura em 2013. Insh-Allah!!! ;)

    Quem fizer, depois vem aqui me contar se ficou bom (e no fim do ano vem me contar se ficou rico – hehehe). E lembrando que, de acordo com a família do Thiago, é dia de comer romã e guardar 9 sementes na carteira. Eu como no Ano Novo, mas de qualquer maneira, não custa reforçar a mandinga, né!

    Sobre Tayra

    "Eu não aceito o que se faz Negar a luz, fingindo que é paz A vida é hoje, o sol é sempre Se já conheço eu quero é mais"
    Esta entrada foi publicada em Receitinhas com as etiquetas , , , , , , , . ligação permanente.

    6 respostas a Receita: Bolo de Reis

    1. CassioN diz:

      Minha família também comemora Dia de Reis, mas não conhecia essa tradição do bolo. Achei super legal.

      Aqui a gente faz assim:
      Tem-se uma janta bem farta, uma grande sobremesa e, por último e mais importante, todos comem romãs. São 18 sementes. 9 se engolem e as outras 9 se junta e se embrulha em papel alumínio para guardar na carteira durante um ano.

      No ano seguinte, também no Dia de Reis, a tradição se repete e joga-se essas 9 sementes guardadas no ano que se passou em uma água que seja corrente para poder dar espaço às novas 9 sementes que serão guardadas para o ano que começa.

      :)

    2. Pingback: A festa dos Santos Reis « Silêncio e Som

    3. Pingback: Fica, vai ter bolo… | Teia de Renda

    Deixe uma Resposta

    Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

    Logótipo da WordPress.com

    Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

    Facebook photo

    Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

    Google+ photo

    Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

    Connecting to %s