Deixando de molho, esfregando e lavando a alma

300

Hoje é o último dia do meu ano, e como ontem eu estive decididamente na merda, resolvi que precisava soltar todos os cachorros que precisavam ser libertos. Eu estava com tanta mágoa e raiva, que estava me sentindo prostrada, letárgica. E sabia que enquanto não botasse tudo isso pra fora, as coisas não mudariam.

Ontem eu queria ter gravado um vídeo, cheio de choro e fúria, mas decidi esperar minha cabeça esfriar um pouco mais pra que o desabafo não saísse tão rancoroso, e era algo que sobrava pra todo mundo em todas as instâncias: para o Thiago, para os meus pais, para alguns primos e tios, para a minha avó (muito!), para ex, para a família agregada que herdei ao me casar, para alguns amigos… Enfim, se tivesse feito ontem ia merda no ventilador mesmo e ia respingar muito, mas eu não tava nem aí. Depois de soltar os cachorros pra cima do Thiago, ele me conteve, e hoje o desabafo sai mais a conta-gotas, mas ainda assim…

Sempre fico ouvindo do Thiago, e essa semana ouvi da Priscila que eu sou uma Madre Teresa de Calcutá, porque todo mundo apronta comigo, faz mal, tripudia, e eu sempre (mesmo que passe a perceber a pessoa de outra maneira) acabo relevando e pensando que no fim a pessoa está mais se fazendo mal (pensando karmicamente mesmo) do que me fazendo mal. Mas sabe, tem hora que você cansa de ser almofadinha de costura e levar tanta alfinetada nessa vida. Tem horas que precisamos fazer as vezes de costureira, porque senão a vida vira uma merda de um fardo muito pesado pra carregar.

E eu decidi, ainda em 2010, quando fiz minha tatuagem que nenhum dementador tomaria minha vida nas mãos, que eu não precisaria mais de psiquiatra, que não ia mais tomar Procimax ou Assertalina pra mascarar a realidade e conseguir seguir com a minha vida. Então, por tudo isso, tá na hora de eu botar isso pra fora.

Vamos começar com o que mais parece incomodar a todos: SIM, EU ENGORDEI 40 QUILOS! SIM, EU VIREI UMA GORDA! E QUERIA ENTENDER POR QUE ISSO INCOMODA AOS OUTROS MAIS DO QUE INCOMODA A MIM MESMA?! Ah, e uma curiosidade: eu tenho espelho em casa, e quarenta quilos depois, curiosamente as minhas roupas não me servem mais, portanto, EU SEI QUE ESTOU GORDA, não precisa achar que está prestando um favor ao me dizer isso. Você só está sendo escroto, desagradável e extremamente mal-educado.

Ainda no quesito gordura, mas pode aplicar aqui qualquer outro percalço como divórcio, problemas psiquiátricos, fim de namoro, perda de ente querido e por aí vai. Queria saber por que todo mundo acha que tem solução fácil pro problema dos outros? Eu duvido que as pessoas tenham uma vida tão plena e sem problemas para futricar tanto a vida alheia como fazem.

No meu caso, todo mundo parece ter a solução fácil pra que eu perca o peso que ganhei. Isso é curioso, porque nem mesmo os médicos conseguem isso, mas cada um tem sua receitinha. Curiosamente, todos esses estão sempre insatisfeitos com o próprio peso, nem que seja com 3 quilinhos, portanto, deveriam aplicar isso na sua própria vida.

Eu não aguento mais a minha avó, minha tia, o primo e vó do Thiago, meus pais, cada um a sua maneira, me dando cutucadas em relação ao meu peso. Que cazzo!!! Vocês já pararam para pensar que essa banha toda pode ser uma capa pra me afastar de tantas outras coisas?! E para os que não sabem, ou insistem em não querer saber: O MEU PROBLEMA NÃO É COM A QUANTIDADE DE COMIDA, NUNCA FOI E NUNCA SERÁ, OK!!!

Eu já fui super magra, eu era bailarina clássica, já fui a super gostosa, sei como é tudo isso. Ao contrário de alguns dos que curtem criticar meu peso, que sempre foram gordos e no máximo oscilam no efeito-sanfona. E obviamente, a minha atual imagem no espelho me incomoda, uma vez que sei o quanto meu corpo já foi lindo e que perdi isso. Por conta disso também passei a notar o quanto as pessoas, por mais que neguem, são fúteis e superficiais e estão sempre se preocupando mais com a aparência do que qualquer outra coisa.

A grande vantagem de ter engordado e que eu noto, é que nunca precisei ser a gostosa para conseguir um emprego, ou ser reconhecida naquilo que faço, porque sou dedicada, comprometida, perfeccionista, e não preciso ser zerada na barriga ou na celulite pra conseguir nada disso. Talvez, se eu fosse a gostosona que já fui antes, muitas outras portas se abrissem, mas ninguém pararia pra prestar atenção no que eu digo, no que tenho a expor, porque ainda acham que a gostosa é sempre burra. Ou seja, a gente sempre tá sofrendo em qualquer dos lados em que esteja.

Eu sei muito bem OS MUITOS motivos que me levaram a engordar, e exatamente por não se tratar da comida, eles não são tão fáceis de ser sanados, como ocorreu com o maconheiro lariqueiro, que foi gordo a vida toda, e aí do nada resolve que é atleta e fica policiando o peso alheio. No meu caso não é só fechar a boca. São N fatores e todos eles bem complexos. Eu não preciso ganhar livros como Melhor que chocolate, porque eu não necessito desse start ou percepção de vida, que os outros acham que eu preciso. Eu não preciso, e nem mereço, ficar ouvindo da minha avó, de cinco em cinco minutos que eu tô muito gorda pra voltar a ser bailarina e pra ter filhos. Nem mesmo ouvir que preciso fazer ginástica, nem ganhar cardápios do Peso Ideal como presente recheado de boas intenções. Eu simplesmente acho que não mereço nada disso!!! Sou uma pessoa profundamente honesta, que me preocupo com o mundo, com o coletivo, me esfolo de tanto trabalhar pra conseguir pagar as contas no fim do mês e não peço nada a ninguém. Por isso, eu simplesmente acho que não mereço nada disso…

Por isso hoje, véspera do meu aniversário, eu estou expondo aqui, pra quem quiser ler, pra quem quiser vestir a carapuça, pra quem entender o recado (já que ele tem muitos destinatários), eu não quero começar o meu ano com todo esse fardo, essa energia negativa, e eu estou me afastando de toda essa galera que me faz mal, muito mal. Quase não estou indo mais à casa da minha avó, nem mesmo na casa da vó do Thiago. Eu não quero mais ficar ouvindo esse tipo de coisa, sentir esse climinha de merda, e ter que ouvir calada por conta da diplomacia familiar. Diplomacia essa que não sou obrigada a respeitar no meu blog.

Eu quero começar o meu ano, virar meus 34 anos sem toda essa carga de energia ruim me cercando, portanto, tá aqui feito o meu desabafo, e amanhã será outro dia, decididamente…

Sobre Tayra

"Eu não aceito o que se faz Negar a luz, fingindo que é paz A vida é hoje, o sol é sempre Se já conheço eu quero é mais"
Esta entrada foi publicada em Desabafinho, Lavando a alma, Murphy, rotina, Só acontece comigo com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

18 respostas a Deixando de molho, esfregando e lavando a alma

  1. Xellyta diz:

    Sabe Tay, é incrível como essas coisas acontecem em todas as famílias!
    Eu sempre fui gordinha, já dei uma boa emagrecida, engordei novamente… E o meu problema também não é porque sou uma gulosa compulsiva que passo o dia todo mastigando! Todo mundo fica impressionado quando me vê comendo, pois parece comida de passarinho, bem pouco! Eu tenho um distúrbio hormonal e metabólico que me impede de emagrecer normalmente. Tenho que me esforçar muito, suar a camisa, e tomar remédios (esses eu evito ao máximo, pois fazem um mal danado!).
    Faz muito tempo que eu tomei essa mesma decisão de me afastar de pessoas que estão por demais preocupadas com o meu peso. Nossa, quantas e quantas vezes escutei a célebre frase “você tem um rosto tão lindo…(por que não emagrece?)”. Deixei familiares, amigos e conhecidos em segundo plano, pois simplesmente não estava mais a fim de escutar a mesma ladainha! E foi a melhor decisão que tomei! Tenho uma tia que mora em Goiânia que não se conforma de me ver gorda, vivia me enchendo com cirurgia bariátrica. Gente, se eu quisesse, eu já teria feito! Mas eu não quero! Apoio quem fez e quem quer fazer, mas não é algo que eu quero para mim. Simples assim!
    Minha meta hoje é buscar saúde! Se, de quebra, eu emagrecer, ótimo, uns quilinhos a menos dá um up na alto estima, mas hoje, nos meus quase 32 anos, estou mais tranquila sobre isso. Sou gordinha mesmo, mesmo emagrecendo eu serei “grande”. Então, tá tudo na santa paz!

  2. joiceg diz:

    Tayra… você passa pelas mesmas coisas que eu passo… impressionante. Eu sofro a mesma coisa, engordei 23 kg em 4 meses… foi pior que se engravidasse… a diferença é que quando engravidamos a gente se prepara pra ganhar peso, o que não aconteceu. Porque foi do nada… e pior, o povo insiste que eu sofri depressão. Porra eu não sofri depressão, eu fiquei triste porque ganhei peso, e quem não ficaria? E o povo infelizmente acha mesmo que isso não nos incomoda… somos as mais incomodadas com o fato, e se ainda não emagrecemos, existe outras coisas bem mais complexas. Já que o corpo humano é complexo. Eu prefiro ser gorda do que mal educada que nem esse povo que acha de reparar na nossa vida. E eu passo pelas mesmas situações que você se isso te consola de alguma forma. Tenho um plus pra piorar, que é o fator emprego, que o povo acha de se meter tb…acho que pensam que eu curto não ter dinheiro, vai saber. E tb não entendem que esse motivo também ajuda a fazer de mim mais gordinha, infelizmente.

    • joiceg diz:

      e o povo vem falar de cirurgia de estômago pra mim, assim como a sua amiga aí em cima reclamou. Acontece o mesmo na minha vida… eu não me acabo de comer, mas com o tanto que eu como, eu sinto prazer. E eu não vou me privar de um prazer, só pra satisfazer a aparência para os outros, sinto muito. Não concordo com esse tipo de cirurgia pra mim. Apoio quem faz e pra mim ok… mas não acho que isso resolva. Principalmente nosso caso onde a quantidade não é o problema.

      • joiceg diz:

        AH, sem contar que com a cirurgia da tiróide, meus hormônios oscilam que é uma beleza, e cada consulta com o médico demora uns 3 meses… 3 meses com uma dose de hormônio errada que passei o ano passado, são uma eternidade. Onde eu encostava eu dormia.

    • Tayra diz:

      Por isso que eu disse que dava pra colocar qualquer outro fator ali, como a falta de emprego, por exemplo. Todo mundo sempre tem receita pra resolver a vida dos outros… =P

  3. Pra constar: não a conheço (pelo menos não pessoalmente) e não me interesso por sua aparência, mas pelo que você tem a dizer. Por isso sigo seus escritos. E agora que desabafou, tenho certeza que continuará a ser a Tayra de Calcutá. Pra isso é que servem os des-abafos. Pode por favor continuar com seus textos felizes? Me fazem bem.

    • Tayra diz:

      Carlos,

      mil vezes obrigada por esse comentário. Sim, eu precisava desse desabafo pra conseguir a voltar a fazer meus posts felizes. :)

      um beijo e continue mesmo por aqui

  4. joiceg diz:

    PS. Só acrescentando… eu engordei porque fui num cara que prometia uma fórmula mágica de emagrecimento… ele triplicava a dose da fórmula antiga e ia me ajudar a ficar sem remédios pra emagrecer. Resumindo, a fórmula mágica dele levava tanta anfetamina que eu precisava tomar de sossega leão junto na fórmula que era o equivalente a 3 lexotans de uma substância chamada Bromazepan… quando voltei no antigo endócrino pra que ele diminuisse essa dose e eu não sofresse tanto com a abstinência, ele se recusou e me mandou para o psiquiatra. Conclusão. parei de repente uma quantia absurda de remédios e engordei muito em um período muito curto. E tb não fui no psiquiatra que ele indicou porque era 350 reais a sessão e eu não tinha grana pra isso, além do que ele começou a insistir que eu tinha depressão, e eu não tinha porra nenhuma!

  5. Tatiana Petrorossi diz:

    Tay… impressionante como me vi escrevendo exatamente este post (desabafo)…
    Engordei exatos 40kg tbm, e sempre, e eu digo SEMPRE ouço do meu pai, da minha mãe, dos meus irmão, amigos, avó, tias, primos, e namorada que estou GORDA, que estou ME MATANDO, que preciso ME CUIDAR! é um nojo, deprimente, ridículo… aff… ninguém merece minha amiga…

    Vamos seguindo a vida e FODA-SE o que os outros pensam… como vc disse, nos matamos pra trabalhar e pagar nossas contas no final do mês, e ninguém vem ao menos perguntar se precisamos de algo, mas na hora de nos criticar são os primeiros a querem cuidar da nossa vida!

    Beijos, e vamos que vamos!!!!
    Saudades, te amo e FELIZ ANIVERSÁRIO adiantado!

  6. Eu sou dessas que tenho problemas, mas não só no espelho, e sim de auto-estima. Sofri por anos com a bulimia e há mais ou menos cinco anos tenho uma relação mais ou menos saudável com meu corpo e minha comida, mas nunca consegui ter em relação aos meus críticos ( tais como os seus, gente da própria família) uma relação de desabafo ou explosão: sempre fiquei no meu cantinho, chorando e me culpando por não ser a pessoa perfeita que todos queriam que fosse. Fico feliz que consiga verbalizar sua dor, acredito que isso será um estímulo para muitas pessoas, quem sabe também para mim?

    Em tempo: Feliz 5 de março para nós duas.

    Um beijo.

    • Tayra diz:

      Parabéns para nós, Roberta!!!

      Pois é, a gente fica com nossos “ostrismos”, querendo chegar a uma perfeição (em vários sentidos) que os outros nos impõem e às vezes acabamos nos esquecendo da nossa própria felicidade…

      Mas decidi zerar esse meu ano e começar botando os pingos nos is. Tomara que surta efeito. :)

  7. Anne diz:

    Oi Tayra,

    Resolvi deixar por aqui o meu desejo de feliz aniversário! Espero que as pessoas leiam o seu desabafo e entendam os seus sentimentos. Essa é uma das questões que mais me incomoda, sofri muito durante a adolescência.

    Era magra demais e todas as meninas já tinham corpo de mulher, eu odiava demais a minha aparência, não somente o meu corpo. Me achava feia por ser oriental, acreditava que nenhum menino poderia me achar bonita, simplesmente porque sempre tiraram sarro dos meus olhos.

    Até na Ed. Física eu era escolhida por último na hora de formar os times para jogar vôlei, diziam que eu não deveria enxergar direito…

    Nenhum menino me paquerava, todas minhas amigas ficavam e namoravam. Eu andava somente de jeans e camiseta bem largos, numa tentativa de disfarçar a falta de curvas e os braços e pernas super finos…

    Sempre tive muito problema com autoestima baixa, atualmente melhorei bastante, mas é algo que preciso trabalhar constantemente. Felizmente esse parece não ser o seu caso, mas nós duas sabemos o fardo de viver numa sociedade que valoriza excessivamente a aparência.

    Perdi a conta do quanto sofri por “não me encaixar nos padrões impostos”. E mesmo que a gente consiga se sentir bem as pessoas ao redor conseguem de alguma maneira abalar.

    Desculpe desabafar tanto, mas queria que soubesse que eu sei como se sente. Compartilho dos seus sentimentos e me revolto tanto quanto.

    Assim como você me oferece o seu apoio quando preciso, saiba que pode contar com o meu também! Apesar do nosso pouco contato saiba que tenho um carinho muito especial, te admiro demais, tanto como profissional, mas principalmente como pessoa.

    Existem pessoas que não precisamos de muito para saber e sentir que têm um coração maravilhoso, nota-se de longe. Você é de longe uma delas.

    Aproveite o seu dia, tudo vai melhorar, você merece demais. Deixo aqui o meu abraço bem apertado, porque para mim -muitas vezes- o gesto vale e ajuda mais do que mil palavras!

    • Tayra diz:

      Você é MUITO querida. Mesmo… Um bom presente que o Just Lia me trouxe, e fico muito feliz com suas palavras de carinho.

      No meu caso é a questão da gordura, mas como eu disse, dá pra se enxergar nessa situação com vários outros fatores, no seu caso é o lado oposto. Mas é muito duro você ser alvo o tempo todo de uma aparência perfeita, que tá longe de ser ideal e que fazem as pessoas se tornarem paranóicas, tristes e depressivas por não alcançarem esse padrão.

      E pelo que tô vendo, muita gente passa por esses problemas dentro da família, que deveria ser o primeiro pilar a nos apoiar. Mas enfim…

      Muito obrigada pelas palavras de carinho.

      beijo

  8. Liu diz:

    Tayra, eu não sei como é ser gorda e sofrer todo o fardo que vem com isso, com as pessoas cutucando e etc, porque eu nunca fui de fato gorda. Mas tenho problemas como todo mundo em outras áreas, daqueles que a família tem a solução fácil e dá pitacos a torto e a direito. Te entendo no lado humano da coisa. A gente já se cobra muito sozinha pra ter que aguentar cobrança vinda de fora. Tá certíssima no seu desabafo. Me solidariso. Beijo.

  9. marivone diz:

    Comigo é mesma coisa, mas eu nunca fui magra e tal, como você. Sou aquela gordinha desde criança, sabe? Gorda de ruim (a variação oposta da magra de ruim que ninguém se toca de que pode existir). Eu já fiz as maiores loucuras para emagrecer, e um período na vida em que finalmente consegui foi quando realmente consegui inúmeros elogios das pessoas e da minha família, mesmo com todos sabendo que eu estava doente. Voltei a engordar e levei comigo uma lição: todo mundo é hipócrita e vive de aparência. Achei melhor ser feliz. Eu faço dieta durante a semana há anos, so como bobagens aos finais de semana, vou pra academia e não perco peso. Enfim, fazer o que? Tem gente que é gordinho realmente por preguiça, por falta de esforço, mas tem gente que não, que é i meu caso. Paciência. Tenho um tio que quando me vê só fala do meu peso, fora meu sogro (que é do tipo magro de ruim). Corto conversa com eles. Tou cansada de gente ignorante.

  10. Fabíola Cavalcanti diz:

    Feliz Aniversário,Bjs

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s