A primeira Benzetacil a gente nunca esquece…

injection

Como contei no post anterior, no fim de semana passado estive em Fortaleza para prestigiar minha amada Xellyta. E bom, Fortaleza é naipe Cobá de quentura (mas isso é assunto para um outro post sobre o México que deve sair em breve). Calor abafado mesmo, e como nem os cearenses dão conta de conviver com aquilo, tome ar-condicionado pra tudo quanto é canto, nos carros, nas casas, nos estabelecimentos comerciais todos.

Eu que fui pronta pra encarar o verão dos verões, munida só de uma camisolinha, dormia toda encolhida de tanto frio que sentia – hahahahaha. Cheguei lá na quinta e vamos que vamos, calor da moléstia + ar-condicionado über power. Aí que no domingo, meu último dia lá, acordei com dor de garganta. E logo pensei: é, acho que esse choque de temperaturas constante me deixou gripada. Aproveitei o dia pra maneirar nos líquidos gelados e ir me munindo de bastante vitamina C. Mas por volta de 18h/19h uma super dor no corpo me pegou e senti que já tava rendida pela dita-cuja. Fui assistir ao último espetáculo da Xelly, mas já estava bem mais ou menos.

Quando a Cris me deixou no aeroporto eu já estava sentindo frio. Cheguei no aeroporto, comprei Descon, mel e bala de propólis, botei o casaco que levava na mala (já que chegaria em São Paulo às 6 da manhã) e fui pro portão de embarque batendo os dentes de frio. O bom foi que o Descon me fez capotar a viagem toda, só peguei um suco de laranja que a menina serviu, mas mal consegui engolir de tanta dor de garganta.

Enquanto isso minha dor de garganta e a minha febre só fizeram aumentar. Mal conseguia aguentar os olhos abertos. Nossa, que gripe mais chata!!!

De noite o Thi embarcou pra L.A., fui deixar ele no aeroporto e de lá fui direto pro CPA da Unimed. Cheguei lá passei pela triagem: ‘O que você tem?’; ‘Uma gripe muito forte’; ‘Chegou a ter febre?’; ‘O dia todo’; ‘Vou tirar sua temperatura,ok!’; ‘Nossa!!! A doutora já vem te ver…’.

Doutora repete parte do diálogo: ‘O que você tem?’; ‘Uma gripe muito forte’; ‘Quais sintomas?’; ‘Febre, moleza, dor no corpo, mas o principal mesmo é uma dor de garganta insuportável, quase não consegui comer ou beber qualquer coisa no dia de hoje’; ‘Deixa eu olhar sua garganta. Abre a boca’. E aí lá vem ela com o abaixador de língua, aquela luzinha e mal eu abro a boca ela me solta: ‘Nossa!!! Isso não é gripe, viu! É uma inflamação na garganta daquelas. Sua garganta e língua tão que é puro pus. E aí, não vai ter jeito, vai ter que tomar injeção, na verdade, algumas, inclusive aquela dolorida. Mas o bom é que o efeito é rápido’.

Logo pensei: ai meu Deus, Benzetacil!!! Passei a vida ouvindo todo mundo falar horrores, do tanto que dói, de como dói por dias. Ai, gente, porque não podia ser só um gripezinha besta?! =P

Junte-se a isso a pessoa que foi criada na Homeopatia, que nunca tomou vacina, e que o máximo de agulhas que viu na vida foram as anestesias de dentista, as seringas de exame de sangue e um ou outro sorinho. Injeção mesmo, nunca tinha tomado até então…

benzetacil-300x173

Lá fui eu, a enfermeira me chama, me leva pra uma salinha fechada, manda tirar a calça e relaxar. Fácil falar, né! E lá veio a benedeta. E enfim, a mulher tinha mão bem boa, quase não senti a picada – e olha que a agulha era beeeem grossa, e o líquido espesso veio rasgando cada vaso por onde ia penetrando. Argh!!! Depois fui lá dar meu braço pra tomar outra dose de picadas.

Dia seguinte lá tava eu com bunda e braço roxo e beeeem doloridos ainda. Mas olha que a médica não mentiu, porque coisa de 20 minutos depois já tava doendo bem menos pra engolir saliva. Consegui tomar água e dormi bem melhor. Mas ainda tô no meio de uma semana recheada de antiinflamatórios e antibióticos e certa de que vou carregar pra sempre essa minha lembrança da minha primeira Benzetacil. E vou te dizer: não desejo isso pra ninguém. Argh!!! =P

Sobre Tayra

"Eu não aceito o que se faz Negar a luz, fingindo que é paz A vida é hoje, o sol é sempre Se já conheço eu quero é mais"
Esta entrada foi publicada em About me, Murphy com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

5 respostas a A primeira Benzetacil a gente nunca esquece…

  1. Anne diz:

    Fui lendo o seu post e parecia que eu começava a sentir suas dores >_<

    Nunca tomei Benzetacil, mas também sempre ouço falar da fama que ela tem!

  2. diz:

    A última vez q eu tomei uma, eu tinha uns 14 anos e ainda me lembro nitidamente daquele dia! haha Melhoras, Tay!

  3. Olá, adorei seu post, tomei uma dose ontem pela primeira vez, ô coisinha dolorida! Mas milagrosa! Já to 200% melhor num intervalo de algumas horinhas…

  4. Giovana diz:

    Gente, vou tomar a maledita amanha. Pelo amor de Deus, me respondam: Qual a grossura da agulha? É essa da foto?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s