Minha gordinha

Há 11 anos, mais ou menos neste horário mesmo, você chegou na nossa casa. Depois de eu ligar pro Thiago e falar pra ele descer pra me ajudar com as compras do mercado, ele se dirigir ao porta-malas e eu falar que as compras estavam na frente, ele te olhar e fala: “ah, brincou!”.

Daquele momento em diante nossas vidas mudaram pra sempre, de um jeito que nem a gente era capaz de imaginar, você trouxe luz, alegria, leveza e um novo tipo de responsabilidade para dentro de casa. Um tipo de amor diferente de qualquer coisa que eu já tinha sentido.

Foi um momento de virada na minha vida, e posso afirmar categoricamente que você me salvou. Foi meu raio de luz naquele mar escuro da depressão onde eu estava afundando. Pepper, meu amor, eu nem tenho palavras pra agradecer o tanto de coisa boa que você nos trouxe nestes onze anos e como você tá fazendo estes tempos de quarentena serem menos insanos.

Te amo tanto que nem cabe no meu peito, minha gordinha. Obrigada por me dar o prazer de conviver estes anos todos com você. Te desejo uma vida tão longa quanto de uma tartaruga, porque eu ainda quero aproveitar anos, anos, anos e mais anos do seu lado.

53/366

Sobre Tayra

"Eu não aceito o que se faz Negar a luz, fingindo que é paz A vida é hoje, o sol é sempre Se já conheço eu quero é mais"
Esta entrada foi publicada em 366 posts, About me, Felicidade Partilhada, quarentena, Saltitante com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s